O Iguassu - Seu jornal de notícias em Foz do Iguaçu
Untitled Document
Untitled Document
Untitled Document

EDITORIAIS

Edições Anteriores
Política

COLUNISTAS

Carlos Bachtold
José Reis (Cazuza) - Nossa Voz
Untitled Document

ULTIMAS NOTICIAS

BACK
Nossa Voz
TERRORISMO NO BRASIL
Edição 09-01
Edição 08-01
Edição 07-01
Edição 02-01
Untitled Document

ELES ESTÃO LENDO

SHOPPINGlado
Untitled Document

Untitled Document



BRASIL

Governo

BRASIL BUSCA ACORDO PARA RENEGOCIAR COMPRA DE AVIÕES DE COMBATE

O Brasil quer 36 caças de combate Gripen para reequipar a FAB. Escolha foi feita no fim de 2013

O governo da Suécia aceitou reduzir a taxa de juros no contrato de financiamento para venda de 36 caças para a Força Aérea Brasileira, desde que o Brasil concorde em bancar parte do prejuízo com a troca de taxas.

A negociação pode ser fechada nesta quarta (29), quando deve deixar o Brasil uma delegação da agência de promoção e fomento às exportações do país europeu, a SEK. O Palácio do Planalto não cogita encerrar o negócio devido à discussão, como temem executivos da fabricante do caça, a Saab.

O Brasil escolheu o Gripen para reequipar a FAB no fim de 2013 e, em 2014, assinou um contrato –que, à época, ficou em US$ 5,4 bilhões (R$ 18 bi na cotação desta terça). O problema é que o financiamento pela SEK teria de ser fechado e aprovado pelo Senado até o meio do ano.

Foi pedida prorrogação de prazo porque o Brasil desejava reduzir a taxa de juros pactuada, de 2,54% ao ano.

Como essa taxa é flutuante dentro das normas da OCDE (Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico, órgão internacional que promove o livre comércio), neste mês ela está em 2,19% –chegou a cair para 1,98% em maio.

Os suecos toparam cobrar 2,19%, desde que a diferença para os 2,54% originais seja recomposta, já que seu governo sofreria críticas. Cerca de 60% do PIB local vem de exportações, e a concessão seria vista como senha para que outros clientes buscassem a mesma vantagem.

Do lado brasileiro, contudo, as autoridades consideram que não teriam como explicar que aceitaram uma taxa mais alta neste momento de dificuldades econômicas –ainda seja um pagamento que começa apenas daqui a oito anos e meio.

DIVISÃO DA PERDA - Duas fórmulas de divisão da perda estão em análise. Em uma, o Tesouro brasileiro assumiria metade do custo adicional com a redução da taxa de juros, estimado em US$ 180 milhões, e a Suécia ficaria a outra parcela.

A outra criaria uma taxa de administração de 0,35%, equivalente à diferença das taxas de juros, que começaria a ser paga pelo Brasil a partir do 11º ano do financiamento de 15 anos.

Os primeiros aviões devem chegar em 2019 e a produção será nacionalizada aos poucos, fazendo com que os últimos modelos sejam montados no Brasil, pela Embraer.

A orientação de Dilma Rousseff é forçar a Suécia a ceder nas negociações, mas sem colocar em risco o fechamento do contrato, o que traria péssima repercussão internacional. E interna: a FAB esperou mais de uma década pela escolha e já enviou pilotos para treinamento na Suécia.

(Com FolhaPress)



Esporte

BRASIL ENCERRA PARTICIPAÇÃO NO PAN EM TERCEIRO LUGAR NO QUADRO GERAL DE MEDALHAS

A última participação dos brasileiros nos Jogos de Toronto foi na final do vôlei masculino, com derrota para a Argentina

O Brasil encerrou a participação nos Jogos Pan-Americanos de Toronto em terceiro lugar no quadro geral de medalhas. É a mesma colocação das últimas duas edições do evento, em Guadalajara (2011) e no Rio de Janeiro (2007).

Nesta edição do Pan, os brasileiros conquistaram 41 medalhas de ouro, 40 de prata e 60 de bronze, totalizando 141. O Brasil ficou atrás apenas dos Estados Unidos, com 103 medalhas de ouro, 81 de prata e 81 de bronze, e do Canadá (78 de ouro, 69 de prata e 70 de bronze).

A última participação dos brasileiros nos Jogos foi na final do vôlei masculino, disputada com a Argentina. A equipe do Brasil ficou com a prata depois de perder para os argentinos por 3 sets a 2. O primeiro foi vencido pelos adversários por 25 a 23.

Nos dois sets seguintes, a equipe brasileira conseguiu reverter o placar, vencendo os argentinos por 25 a 18 e 25 a 19. No quarto set, os argentinos conseguiram empatar o jogo, vencendo por 25 a 23, levando a partida para o tie-break. O quinto e último set foi vencido pela Argentina por 15 a 8.

Entre os destaques dos atletas brasileiros no último dia de competições está o ouro conquistado pela seleção masculina de basquete, após vitória sobre o Canadá, por 86 a 71. No boliche, o Brasil ganhou a primeira uma medalha de ouro, com a vitória de Marcelo Suartz sobre o venezuelano Amleto Monacelli, na final, por 201 a 189.

Outro primeiro lugar no pódio foi conquistado pela seleção masculina de handebol, com vitória sobre a Argentina, na prorrogação, por 29 a 27. A equipe brasileira terminou o primeiro tempo com um placar desfavorável, de 11 a 9 para os argentinos. 

Ao final do segundo tempo, o placar estava empatado em 24 a 24. Os brasileiros poderiam ter vencido a partida no tempo normal caso tivessem convertido um tiro de 7 metros no último minuto do tempo regulamentar.

No caratê, duas medalhas foram obtidas pelo Brasil na madrugada de hoje. Na categoria até 68 quilos, Natalia Brozulatto ficou com o ouro após vencer a mexicana Xhunashi Caballero por 2 a 0. Na semifinal, ela venceu a venezuelana Omaira Molina por 3 a 1. Na categoria acima de 68 quilos, Isabela dos Santos ficou com a medalha de bronze.

(Com Agência Brasil)



PARANÁ

Justiça

PRESOS EM NOVA FASE DA LAVA JATO SÃO TRANSFERIDOS PARA CURITIBA

O presidente licenciado da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, preso na manhã desta terça-feira (28), no Rio, foi transferido para Curitiba. Ele embarcou às 18h20, no Aeroporto Santos Dumont, em um voo de carreira, escoltado por agentes da Polícia Federal (PF).

Também embarcou o empresário Flávio Barra, presidente da AG Energia, subsidiária da Andrade Gutierrez. Ambos foram presos na décima sexta fase da Operção Lava Jato.

Othon e Flávio embarcaram separadamente dos demais passageiros. Ele foram colocados em um ônibus da Empresa Brasileira de Intraestrutura Aeroportuária (Infraero), na companhia de sete agentes federais. Também foram embarcados malotes e cerca de 15 caixas de papelão apreendidos durante a operação.

Os dois presos não estavam algemados. O advogado do presidente licenciado da Eletronuclear, Helton Pinto, disse que não poderia se pronunciar sobre a prisão do cliente, pois ainda não tinha tido acesso aos autos do processo.

Othon foi preso em casa, no Rio de Janeiro, e depois levado para a sede regional da PF no Rio. Ele se afastou do cargo em 29 de abril, após ser citado na Lava Jato por suspeita de irregularidades em contratos para a construção de Angra 3.

Na ocasião em que foi citado nas investigações da Lava Jato, Othon Silva negou ter participado ou ter conhecimento de qualquer irregularidade. Em nota à época, ele afirmou que jamais recebeu propina e que vive de sua aposentadoria como vice-almirante da Marinha e de seus vencimentos como presidente da Eletronuclear.

Procurada pela imprensa, a Eletronuclear informou que a Eletrobras é que deve se pronunciar sobre o caso. Em comunicado ao mercado, divulgado à tarde, a Eletrobras disse que está buscando as informações para defesa de seus interesses e investidores, e que vai manter o mercado informado "oportunamente". A seguir, a íntegra da nota:

(Com Agências)



Política

CIDA BORGHETTI PARTICIPA DE PREMIAÇÃO NA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MARINGÁE FALA DE PROJETOS PARA O ESTADO

A criação de uma rota internacional sem escalas ligando Foz do Iguaçu a Itália, foi um dos projetos citados pela vice-governadora do Paraná

A vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti (PROS), participou na noite de sexta-feira (24), em Maringá, da entrega do prêmio "Empresário do Ano 2015" a Carlos Walter Martins Pedro, sócio da ZM Bombas e presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Maringá (Sindimetal).

Carlos Walter foi eleito por uma comissão formada pela Associação Comercial e Industrial de Maringá (Acim), Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Maringá e Região (Sivamar), Associação Paranaense de Supermercados(Apras) e Federação das Indústriasdo Paraná (Fiep).

Segundo Cida Borghetti, é uma homenagem justa e merecida a um industrial de sucesso e um cidadão dedicado ao desenvolvimento da sociedade. O evento na Acim reuniu autoridades, empresários e lideranças de vários setores da sociedade do Norte do Paraná.

A vice-governadora reforçou a importância do trabalho em parceria do setor público como setor produtivo para a construção de políticas públicas mais eficientes, atração de investimentos e criação de novas oportunidades no Estado. "Essa união é imprescindível para o desenvolvimento do Paraná. Temos boas referências aqui em Maringá na gestão municipal e estamos ampliando essa parceria no Governo do Estado".

BRASÍLIA - Responsável pelas relações do Paraná com o Governo Federal, Cida Borghetti afirmou estar confiante na confirmação de novos projetos e investimentos. "As grandes obras e investimentos virão e contamos com a parceria do setor produtivo para nos ajudar nessa grata missão de trabalhar pelo Paraná".

Entre os projetos ela citou o trabalho pela consolidação do trem urbano de passageiros ligando Londrina a Maringá (Trem Pé-vermelho), as negociações para a criação de uma rota internacional sem escalas ligando o Paraná (Foz do Iguaçu) e a Itália, a possível parceria com a Coreia do Sul para a revitalização de rios e bacias paraenses.

(Com AEN)



FOZ DO IGUAÇU

Ensino Superior

INSCRIÇÕES PARA VAGAS OCIOSAS DA UNILA TÊM 236 PEDIDOS DEFERIDOS

O curso mais concorrido foi o de Engenharia Civil de Infraestrutura

A UNILA recebeu 336 inscrições de candidatos a vagas ociosas em 24 cursos da Instituição. Deste total, 236 tiveram as inscrições deferidas e disputam vagas na categoria aproveitamento de diploma de ensino superior (137) e por transferência externa (99). 

Esse é o maior número de candidatos a vagas ociosas registrado pela Universidade.

A modalidade transferência é destinada ao ingresso de estudante com registro ativo em outra instituição de ensino superior, nacional ou estrangeira, que deseja migrar para curso de mesma natureza na UNILA. 

A modalidade aproveitamento de diploma é voltada a quem possui diploma devidamente registrado e tem a intenção de adquirir formação em outro curso superior.

O edital PROGRAD 54/2015 com o deferimento das inscrições foi publicado nesta quinta-feira (23) e o resultado final sai no dia 5 de agosto, após análise da documentação pelos coordenadores de cursos e realização de provas de habilidades específicas (Música, Engenharia Física, Matemática-Licenciatura e História-América Latina). As matrículas deverão ser feitas de 10 a 12 de agosto.

Os cursos mais concorridos, já excluídas as inscrições indeferidas, são Engenharia Civil de Infraestrutura, com 43 candidatos, seguido por Relações Internacionais e Integração, com 26; Filosofia - Licenciatura, com 19; e Antropologia - Diversidade Cultural Latino-americana e Serviço Social, com 15 candidatos cada um.

A maioria dos candidatos – 64% - é de Foz do Iguaçu e outros 9,48% são da região Oeste do Paraná. Também se inscreveram candidatos de outros Estados, especialmente São Paulo e Minas Gerais, e ainda da Argentina e Paraguai.

A documentação inicial dos candidatos foi analisada pela Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) e, de acordo com o assessor da Reitoria, Geraldino Bartozec, o índice de deferimentos (70%) é bastante satisfatório – foram indeferidas 42 inscrições para transferência e 58 para ingresso com aproveitamento de diploma. Entre a documentação exigida, o plano de ensino é o que mais leva ao indeferimento.

A falta dos planos de ensino das disciplinas cursadas, historicamente, é o principal problema nos processos de preenchimento de vagas ociosas”, diz Bartozec. Os planos de ensino devem ser solicitados junto à instituição na qual o candidato concluiu seu curso ou está matriculado.

Os interessados em vagas na UNILA, por transferência ou aproveitamento de diploma de curso superior, e que não conseguiram fazer a inscrição ou tiveram o processo indeferido terão uma nova oportunidade no segundo semestre: o próximo edital será divulgado no dia 4 de novembro.

(Com Assessoria)



Tecnologia

CONFERÊNCIA LATINO-AMERICANA DE SOFTWARE LIVRE ABRE PRAZO DE INSCRIÇÃO

A 12ª edição da Latinoware espera receber 4 mil estudantes e profissionais. Evento será realizado no Parque Tecnológico Itaipu entre 14 e 16 de outubro

A 12ª Conferência Latino-americana de Software Livre (Latinoware 2015) está com inscrições abertas para o evento que será realizado entre os dias 14 e 16 de outubro no Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A organização do evento estima receber cerca de 4 mil pessoas, entre estudantes, profissionais e especialistas da área.

As inscrições devem ser feitas pelo internet e até o dia 10 de agosto terão um custo de R$ 100. De 11 de agosto a 25 de setembro, o valor passa para R$ 120,00 e, de 26 de setembro a 4 de outubro, para R$ 140,00. Encerrado o prazo, só serão aceitas inscrições no dia do evento.

Realizada desde 2004, a Latinoware é, atualmente, um dos maiores eventos de software livre do mundo. O evento é organizada pela Itaipu Binacional, Fundação Parque Tecnológico Itaipu, Companhia de Informática do Paraná (Celepar) e Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

(Com G1)



Charge







Assinante

Login:
Senha:
 
Esqueci a senha
Quero ser um assinante
Untitled Document

JORNAL ONLINE

Edição Atual
Untitled Document

ENQUETE

Participe da Enquete

Opine - Sobre a obra da Hidrelétrica do Baixo Iguaçu a ser construída a 1 Km do Parque Nacional:

Sou a favor
Sou contra
Desconheço
Preocupa
Afetará as Cataratas
Afetará o meio ambiente
É fundamental


Ver Resultado
Untitled Document

VIDEO EM DESTAQUE

FALTAM MÉDICOS NA SAÚDE PÚBLICA DE FOZ
Untitled Document

TWITANDO

Todos os direitos reservados para O Iguassu - oiguassu@oiguassu.com